Noticias

Elon Musk X Mark Zuckerberg: o que está por trás da “luta em jaula” dos bilionários

Na última quinta-feira (21), a internet ficou em polvorosa com o anúncio de uma “luta em jaula” entre os empresários Elon Musk (líder da SpaceX, Tesla e Neuralink; vice-presidente da OpenAI e atual proprietário do Twitter) e Mark Zuckerberg (presidente e CEO da Meta Platforms, “empresa-mãe” do Facebook, Instagram e WhatsApp).

  • A possibilidade de uma luta real entre Elon Musk e Mark Zuckerberg começou após uma publicação do CEO da International Blockchain Consulting, Mario Newfal, que tuitou sobre o aplicativo da Meta que irá rivalizar com o Twitter;
  • O projeto tem sido chamado internamente de “Projeto 92” e pode receber o nome de “Threads”;
  • Sempre provocativo na rede social, Musk respondeu ao tuíte de Newfal dizendo: “Tenho certeza que a Terra mal pode esperar para estar exclusivamente sob controle de Zuck, sem outras opções”;
  • Um usuário do Twitter disse que era melhor ele ter cuidado, já que Zuckerberg sabe jiu-jitsu;
  • “Estou disposto a disputar uma luta de jaula se ele estiver”, rebateu o empresário;
  • Por sua vez, Zuckerberg usou o Instagram para se manifestar sobre o assunto: “Mande-me a localização”;
  • Embora tudo pareça ter sido em tom de piada, um porta-voz da Meta confirmou ao site The Verge que o fundador do Facebook está de fato disposto a uma briga real;
  • Ao ficar sabendo, Musk usou, naturalmente, o Twitter para indicar um possível local para o embate: Vegas Octagon”.

Rivalidade entre Elon Musk e Mark Zuckerberg já dura sete anos
Conforme destaca o site The Wall Street Journal (WSJ), os sinais da animosidade pública da dupla de gigantes de tecnologia datam de 2016, quando a empresa de foguetes de Musk, a SpaceX, foi contratada pelo Facebook para transportar um satélite ao espaço para oferecer acesso à internet a áreas remotas da África subsaariana.

Uma explosão no solo durante um teste de rotina acabou por destruir o foguete e o satélite, interrompendo as ambições de Zuckerberg. “Estou profundamente desapontado ao saber que a falha de lançamento da SpaceX destruiu nosso satélite que teria fornecido conectividade a tantos empreendedores e a todos os outros em todo o continente”, publicou o empresário na época, em sua conta no Facebook.

No ano seguinte, eles trocaram farpas sobre Inteligência Artificial (IA), após um comentário de Musk alertando que isso poderia ser perigoso para a humanidade.

Questionado sobre essa postura de Musk, Zuckerberg disse em uma live: “Com a IA, especialmente, sou muito otimista, acho que as pessoas que são negacionistas. Quero tentar acalmar esses cenários apocalípticos, porque simplesmente não entendo. É realmente negativo e, de certa forma, eu realmente acho que é muito irresponsável”.

Musk reagiu em um tuíte. “Já conversei com Mark sobre isso. Sua compreensão do assunto é limitada”.

Em 2020, em meio à polêmica da Meta sobre preocupações com a privacidade do usuário na eleição presidencial de 2016, Musk iniciou um movimento de incentivo à saída do Facebook. Além do perfil do próprio bilionário, foram deletadas as contas da Tesla e da SpaceX.

Mesmo que os dois magnatas dos negócios nunca se encontrem de verdade no ringue, o mais recente desabafo entre eles ressalta a crescente rivalidade de seus interesses comerciais, injetando energia nova em uma batalha por dólares de publicidade nas redes sociais.

Meta X Twitter: novo Coca-Cola X Pepsi?
Em todos os setores, são muito comuns as rivalidades corporativas, que, muitas vezes, são alimentadas por diferenças ideológicas, competição por recursos e mercado.

Entre os casos mais notórios da história, podemos destacar Ford X General Motors (no setor automobilístico), Sony X Nintendo (na área de games), Boeing X Airbus (na indústria da aviação), McDonald’s X Burger King (no campo do fast food), entre outros – além, é claro, da dupla de adversários que pode ser considerada a número um na competitividade de mercado: Coca-Cola X Pepsi.

Entre os casos mais notórios de rivalidades corporativas, o destaque vai para Coca-Cola X Pepsi, o maior embate comercial do século passado. Crédito: monticello – Shutterstock
Segundo o WSJ, é muito cedo para dizer se Meta e Twitter vão assumir a liderança no ranking dos confrontos épicos de marcas. Mas está claro que seus representantes, em nível pessoal, estão preparados para uma luta.

Internet sugere locutor para a luta, enquanto mãe de Musk pede calma
As redes sociais se divertiram com a ideia de uma possível briga entre os bilionários das redes sociais. Quando um usuário do Twitter sugeriu que o podcaster e comentarista do UFC Joe Rogan narrasse o evento, Musk respondeu com um emoji de fogo.

Tanto ele quanto Zuckerberg já participaram do podcast The Joe Rogan Experience.

Em um determinado trecho de sua entrevista, o dono da Meta falou sobre os paralelos entre negócios e artes marciais mistas. “Jujitsu, MMA, é como, eu acho, meio que ensina sobre o fluxo e o momento das coisas e acho que os negócios são assim de uma maneira semelhante. O mais difícil é saber quando você está em uma posição em que precisa avançar”.

Já Musk demonstrou um estilo de vida mais sedentário. Adepto ao uso de medicamentos para emagrecer em jejum, ele falou sobre seu amor por donuts e Coca-Cola Diet. Na época, a entrevista se tornou polêmica porque o bilionário apareceu fumando maconha.

Enquanto crescia a repercussão em torno do possível combate físico entre Zuckerberg e Musk, Maye Musk, mãe do controverso empresário, expressou sua preocupação no Twitter, sugerindo outro tipo de luta. “Sem brincadeira. Lute apenas com palavras. Em poltronas a um metro de distância. A pessoa mais engraçada ganha”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo