Tecnologia

Nova tecnologia irá alertar Polícia sobre aumentos de homicídios e roubos em localidades do Ceará

A Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), desenvolve uma tecnologia que irá gerar alertas aos comandantes da Polícia sobre o aumento de crimes como homicídios e roubos, em localidades do Ceará, em um intervalo de tempo menor que um mês.

A ferramenta está em fase “piloto”, com testes e aprimoramento, e deve ser lançada oficialmente em 2023, segundo o superintendente da Supesp, Helano Matos.

A gente está desenvolvendo uma tecnologia que, antes de esperar o fim do mês acabar, vamos gerar alertas para as polícias dizendo que ‘esse bairro tal, essa cidade tal, já está com aumento de 10%’. Vamos nos antecipar ao crime, porque não temos que esperar o mês acabar.”

Essa é mais uma estratégia da SSPDS para combater a volatilidade do crime organizado. Hoje, os comandantes das polícias Civil do Ceará (PC-CE) e Militar do Ceará (PMCE) acompanham mensalmente os índices de violência de cada região, a partir de dados e planilhas. Mas a nova ferramenta irá alertá-los de qualquer tendência que fugir do padrão, em poucos dias, de acordo com Matos.

O foco inicial da nova tecnologia são Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte), lesões corporais seguidas de morte e feminicídios – e Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) – roubos e furtos.

O programa será alimentado por dados de outras ferramentas já lançadas pela Supesp, como o Sistema Tecnológico para Acompanhamento Territorial de Unidades de Segurança (Status) – que define as “manchas criminais” do Estado (onde há mais ou menos incidência de certos crimes); e o Cerebrum (um ‘bigdata’ que dispõe de informações de milhares de pessoas físicas e jurídicas).

TRÊS FERRAMENTAS LANÇADAS PELA SSPDS NESTE MÊS


A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará lançou outras três ferramentas desenvolvidas pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública, neste mês de dezembro de 2022: o Copac Virtual, o Sigo 2.0 e o Painel Dinâmico de Vistorias.

O programa Copac Virtual será destinado aos policiais militares do Comando da Polícia Militar para Prevenção e Apoio às Comunidades (Copac) – Unidade da Polícia Militar do Ceará (PMCE) que foi inaugurada, em junho deste ano, para implantar um policiamento comunitário no Estado, mais próximo da população.

“O Copac Virtual foi desenvolvido exatamente para um maior apoio aos integrantes do Copac, esse Comando recentemente lançado. Vai permitir um trânsito mais rápido de informações, inclusive interações com outros órgãos, como a Prefeitura, que tem uma atuação importante na resolução das desordens urbanas”, definiu o titular da SSPDS, Sandro Caron.

Os outros dois programas são voltados para o trabalho do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE). O Sistema de Georreferenciamento Operacional do Ceará (Sigo 2.0) traça o melhor trajeto para uma equipe de bombeiros militares que é acionada a uma ocorrência, considerando a localização dos hidrantes e as dimensões das vias de acesso.

Já o Painel Dinâmico de Vistorias permite aos gestores do CBMCE saberem o percentual de edificações vistoriadas e, assim, elaborarem estratégias de fiscalização por região, cidade ou proximidade dos agentes. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o sistema foi conectado à base de dados do Número de Edificações Certificadas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo